Meus Olhos

" As palavras só têm sentido se nos ajudam a ver o mundo melhor. Aprendemos palavras para melhorar os olhos."
*Rubem Alves*

Olhares Diversos

10 de jun de 2010

Medo

Se ele soubesse que ela vai morrer amanhã, talvez a deixasse entrar. Se ele soubesse que ela vai morrer amanhã, talvez se permitisse, na tentativa de tomar fôlego, amar com a urgência de que tem sede. Se ele soubesse, sua vida passaria como um filme e ele tomaria a pressa que cura. Mas ele não sabe. Não tem a urgência que faz buscar o ar num segundo. Ela vai morrer amanhã. E, antes dela, o amor vai morrer numa curva, quando for só um fio fino de esquecimento. Tudo vai morrer e acabar amanhã. Mas ele não sabe. Permanece imóvel, temendo o que vai acontecer amanhã. 

Cristiana Guerra

3 comentários:

Ivan Bueno disse...

Oi, Cristiane.

Se todos soubéssemos o que vai acabar amanhã, talvez vivêssemos mais intensamente. Mas o medo de que acabe, também, às vezes paraliza. Medo! Belo título, texto instigante. Agora já é amanhã e ontem já acabou. É sempre assim.

Obrigado pela visita lá no meu Empirismo Vernacular e pelo comentário. Volte sempre, volte muito, e seja bem vinda.

Aqui vou lendo e seguindo, já. Há um mar a se descobrir... antes que amanhã se acabe.

Beijo grande,

Ivan Bueno
blog: Empirismo Vernacular
www.eng-ivanbueno.blogspot.com

Meu olhar caleidoscópio disse...

Olá, Ivan. Obrigada pelo comentário.Este texto, na verdade, é de uma xará minha. Mas tudo que falaste continua tendo seu valor. Espero q volte sempre também.E que possamos trocar muitas idéias....bjs
Cris Aguiar

Anônimo disse...

O futuro é só uma ilusão... E o passado é nossa mente resgatando o que já não mais existe.
A Cris Guerra escreve temas fortes, sempre gosto muito! E pra completar o assunto sobre nossos medos, expectativas, ansiedades e "pré-ocupações", quero deixar registrado o que acabei de ler do Eckhart Tolle, em O PODER DO AGORA:

"Toda a negatividade é causada pelo acúmulo de tempo psicológico e pela negação do presente. O desconforto, a ansiedade, a tensão, o estresse, a preocupação, todas essas formas de medo são causadas por excesso de futuro e pouca presença. A culpa, o arrependimento, o ressentimento, a injustiça, a tristeza, a amargura, todas as formas de incapacidade de perdão são causadas por excesso do passado e pouca presença".

VIVAMOS O AGORA. O PODER DO AGORA NOS LEVA À ILUMINAÇÃO!!!

Luiza Voigt