Meus Olhos

" As palavras só têm sentido se nos ajudam a ver o mundo melhor. Aprendemos palavras para melhorar os olhos."
*Rubem Alves*

Olhares Diversos

18 de jan de 2012

Entrelinhas Onde Desponto

Quando há dor, há poesia
e o poema ajuda-me a não invadir o chão
escrevo enquanto não me perco
se possuo a vida que não era a minha
sei que sou um tanto melhor de avidez
pois meu desejo é o que acredito ser
não consigo realizá-lo no dia que passa ligeiro
então, sobra-me escrever para um vir-a-ser
repleto de vida que já nem tenho
 
poesia é arte dor encontros
arte dor cantigas
arte dor calar
arte dor reter pra sobreviver
arte dor e re.vivar
poesia é arte dor
arte dor contra o vazio de não ser
o vazio que é em mim dor
e a arte que sou quando escrevo
 
vou com a vida que não soube reter
(escrevo poesias porque moro nas entrelinhas)
e caminho sem muito saber se devo
   
 
Leonardo Valesi Valente

5 comentários:

VELOSO disse...

Poesiaeu preciso... Tudo de bom emtudo e sempre!

Gisa disse...

Poemas acolhedores, nos permitem morar nas entrelinhas e seguem belos.
Um grande bj

Mara Melinni disse...

Adorei o poema, Cris! Traz uma mensagem sim, nas entrelinhas...!

Aparece lá no meu blog, hoje tô fazendo 1 ano neste universo de encanto e boas amizades.

Um bjo e feliz semana! =)

Leandro Charlie disse...

Lindo....Bjs...

Verônica disse...

Poesia é quase sempre triste, porém SEMPRE verdadeira e linda!

Vai entender...