Meus Olhos

" As palavras só têm sentido se nos ajudam a ver o mundo melhor. Aprendemos palavras para melhorar os olhos."
*Rubem Alves*

Olhares Diversos

14 de dez de 2010

Distante Amor

Eu penso em ti quando o fulgor do sol ardente
reluz do mar;
E penso em ti quando a tranquila fonte
espelha o luar.

A ti eu vejo da longínqua estrada
entre a turba e pó;
E, alta noite, por tenebrosa senda,
peregrino e só.

Tua voz me fala entre o fragor da vaga
que vem tombando;
Ou, quando em silêncio, lá na selva erma
te estou escutando.

Contigo estou, de ti tão longe embora.
Estás junto a mim!
Já cai o dia... vêm luzindo os astros...
Ver-te-ei, enfim? 

Goethe

5 comentários:

Mila Lopes disse...

Bem sei a dor de um amor distante, nossa, isso é dolorosoooo...

Belo poema!

Bjs

Mila

Ingrid disse...

Enfim, o amor..
beijos.

Lucas Fábio disse...

Que belo! *-*

Enfim, o amor...²

*Mi§§ §impatia* disse...

Ai ai.......é tão bom pensar em quem amamos.....
Beijos.

Dois Rios disse...

Lindo demais, Cris!

De fato a distância geográfica é um mero detalhe para quem ama.

Beijo,
I.